Skip to main content

9 hábitos que me levaram à aprovação em concurso público

Por 04/10/2017janeiro 18th, 2019Dicas, Técnicas, Videos

Olá, meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos!

Cada um tem sua rotina e suas manias. Mas quais os hábitos que contribuem para o seu estudo e quais os que atrapalham?

Aqui enumero hábitos simples mas que foram responsáveis por meses de muita disciplina e dedicação. Me livrei das distrações, da preguiça e do sono e estudei em alta performance durante muito tempo. Foi assim que alcancei a aprovação como Auditor-Fiscal da Receita Federal em 9 meses de estudo. Espero que as dicas ajudem!

Eu estou aqui hoje para falar sobre os 9 hábitos que me levaram a ser aprovado para Auditor da Receita Federal em 9 meses.

 

1. Prioridade total

 

O primeiro hábito foi colocar o estudo em primeiro lugar. Parece óbvio, mas não é. O estudo para mim era a coisa mais importante.

Tudo que eu tinha que resolver, qualquer problema, qualquer coisa que surgisse eu deixava para depois. Eu reservei um horário na minha semana às sextas-feiras à tarde, para resolver problema.

Para ir ao banco, para resolver coisas do carro… Qualquer coisa que não fosse o meu estudo era concentrada na sexta-feira à tarde.

Além disso, o estudo para mim era mais importante, era uma prioridade também na forma cronológica. Eu começava a estudar desde cedo, já acordava estudando. E isso facilitava que eu evitasse obstáculos e imprevistos enquanto eu estudava.

 

2. Aprender sozinho

 

O segundo hábito eu tive que desenvolver novamente foi o de aprender sozinho. A gente se acostuma na escola, na faculdade, a estudar assistindo aula, pegando um vídeo aqui, ali de alguma coisa, ainda mais hoje em dia com o YouTube.

Mas, se você quer ser aprovado rápido em concurso, você tem que aprender a estudar sozinho. É um hábito que você tem que desenvolver.

No começo não é fácil, parece que você não vai aprender, parece que está entrando e saindo da sua cabeça imediatamente. Não adianta! Você tem que insistir, você tem que aprender novamente a estudar sozinho.

Você, os livros, ou o material em PDF, não interessa.

Na minha opinião, ficar assistindo aula passivamente num cursinho à noite, não leva à aprovação num tempo rápido.

Você pode até passar, mas, na minha opinião, vai demorar muito mais.

 

3. Organização total.

 

O terceiro hábito que me levou à aprovação foi a organização total. Eu era muito organizado em tudo.

Primeiro, eu fazia um planejamento de uma semana, duas semanas de como seria o meu estudo. Com esse plano em mãos, eu simplesmente tinha que acordar e executar o plano. Então, planejar e estar organizado é fundamental.

Isso serve também para os seus materiais. É muito importante estar com todos os materiais organizados.

Se você imprime, você tem que estar sempre de olho nas próximas aulas, quais aulas você vai precisar para conseguir ter sempre o material em mãos e evitar imprevistos dessa forma.

Se você estuda pelo computador, tem que estar com os arquivos organizados e, não só isso, você tem que estar com seu material marcado, grifado, você tem que ter acesso simples e rápido àquilo que você precisa para estudar.

A mesma coisa é o uso de planilhas. Você tem que anotar as páginas, o seu ritmo de leitura, você tem que anotar principalmente o seu resultado nas resoluções de questões.

Não adianta só sair fazendo um monte de questões e não saber se você está indo bem ou não. Mantenha um histórico, mantenha um registro de tudo que você está estudando, especialmente da resolução de questões.

Do quarto hábito em diante, vira uma coisa bem mais pessoal. Isso funcionou para mim e eu não vejo por quê não funcionar para você.

 

4. Café da manhã estudando.

 

Pela manhã, eu acordava rapidamente, lavava o rosto, escovava os dentes, fazia o café da manhã e ia para o quarto estudar.

Eu estudava em casa, se você estuda em casa, eu sei que existem muitas distrações. Família… Aquele café mais demorado… Ou então uma coisinha para resolver em casa.

Eu não! Eu fazia meu café da manhã e já me enfiava no quarto para tomar o café da manhã estudando.

Pode parecer besteira, mas isso rende, no mínimo, vinte minutos de estudo pela manhã.

E se você ainda tem distrações, aquela família que se reúne, aquele bate-papo na hora de lavar a louça, você pode perder preciosos 40 minutos a 1 hora.

O céu é o limite quando se trata de distrações.

Então, esse hábito é fundamental. Eu já tomava café da manhã no meu quarto.

 

5. Celular fora do quarto.

 

O quinto hábito era o celular fora do quarto. Se estava na hora de estudar, se aquele momento era de estudo, meu celular ficava lá na sala, em cima do sofá, no modo vibratório.

Não queria distrações de forma nenhuma.

A cada 60 ou 90 minutos eu fazia um intervalo, saía do quarto 5 minutinhos, dava uma olhada no celular para ver se tinha alguma coisa importante ou não, mas, de uma forma geral, se alguém me mandasse mensagem, eu só iria ver na hora do intervalo.

E isso é difícil de acontecer, até mesmo meus alunos do coaching, de vez em quando eu mando um WhatsApp durante o dia, eles respondem rapidinho, e eu já falo: “Olha, perdeu pontos com o coach porque respondeu muito rápido!”.

 

6. Imprimir o material.

 

O sexto hábito foi o de imprimir o material. Eu sei que é caro, dá trabalho e tudo mais, mas eu tirei o computador do meu quarto, o computador me atrapalhava e imprimir me ajudava a manter o foco, não tinha distração, não tinha aquela vontade de dar uma olhadinha na internet.

Eu sei que a maioria das pessoas hoje, pelo menos no coach do Estratégia, do que a gente ouve falar, a maioria dos alunos não utilizam o material impresso e, sim, tablet, notebook. Tudo bem. Mas, a tentação é grande, eu sei disso.

O quê que você pode fazer, então? Esse é um hábito que seria muito legal de você adquirir: desligar a internet.

Se você está em casa, vai lá, desliga o roteador Wi-Fi para não ter chance de você dar aquela olhadinha na internet, olhar o G1, ver qual é a última fofoca do BBB.

Desligue a internet para matar a tentação.

 

7. Atividade física regular.

 

O sétimo hábito é o da atividade física regular. Eu jogava futebol toda quarta-feira à noite.

Não estou dizendo que eu jogava bem, mas eu corria atrás da bola. Toda quarta-feira à noite era o momento de exercício físico intenso, de muita concentração e relaxamento.

Eu chegava em casa esgotado, no dia seguinte até acordava um pouquinho mais tarde do que o normal, mas acordava revigorado. Aquilo ali mantinha minha cabeça no lugar.

E para não ficar jogando só na quarta-feira e ter o risco de me machucar, eu dava uma corridinha na segunda-feira à noite. Nada muito demorado, não era o meu esporte favorito, mas eu corria para manter um pouco o ritmo.

Exercício físico regular é fundamental. Inclusive, eu li recentemente que o melhor exercício para o cérebro não é palavras cruzadas, não é Sudoku, mas é atividade física intensa diária.

Se você fizer uma atividade física intensa, 45 minutos, todos os dias, você está fazendo mais bem para o seu cérebro do que se você ficar jogando palavras cruzadas.

 

8. Assistir filmes.

 

O oitavo hábito que me levou à aprovação em 9 meses é até um pouco questionável, algumas pessoas não vão entender, não vão achar que é certo ou se aplica a elas.

Eu assisti filmes todos os dias durante a minha preparação.

Sim! Eu acordava muito cedo, eu estudava muito de manhã, eu parava, só almoçava, fazia uma digestãozinha rápida e voltava a estudar.

De tarde, eu praticamente não fazia intervalos. A cada 60, 90 minutos, fazia 5 minutinhos de intervalo e já voltava para os estudos. Quando dava 18h30 eu parava de estudar.

De noite, eu não olhava para material nenhum. E olha que eu cumpria 6 a 7 horas líquidas até as 18h.

O que eu ganhava? Qual era o meu prêmio? Assistir filmes!

Naquela época, em 2009, nem existia Netflix, dava até mais trabalho para ficar vendo filme com tanta frequência. Hoje em dia está moleza.

Filmes faziam com que a minha cabeça desligasse completamente do mundo dos estudos.

É como se fizesse uma coisa diferente, fosse a um lugar diferente todos os dias. Mas sem perder tempo, sem atrapalhar a minha preparação. Era uma higiene mental.

Todos os dias pelo menos, eu via algum filme, dava uma relaxada e esquecia. Esse negócio de não desligar, de estudar o máximo até desmaiar, isso aí para mim não funcionava.

Quando eu forçava muito a barra, no dia seguinte o meu rendimento era muito pior.

 

9. Descansar aos domingos.

 

E, finalmente, o nono hábito era descansar aos domingos. É muito importante que você pise no freio de vez em quando.

Não adianta estudar loucamente, como eu falei com relação aos filmes. Você tem um limite. A sua caminhada vai ser longa. Você vai passar muitos meses, ou até mesmo anos estudando para concurso.

Eu fazia antes do edital, 6, no máximo 7 horas líquidas durante a semana, 4 horinhas no sábado e domingo eu descansava. Ia visitar alguém, ia dar uma volta na praia, fazia alguma coisa relaxante, nada pesado, nada tarde da noite, mas no domingo eu relaxava.

Até jogava videogame! Enfim, é muito importante que você tenha um momento de pausa também nos seus estudos.

É isso, pessoal!!!

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

 

AUDITOR-FISCAL COM 9 MESES DE ESTUDO

MEU PRIMEIRO CONCURSO

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?