Skip to main content

Assumir cargo pequeno ou não

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

 

Nesse vídeo repondo a uma aluna que está experimentando na pele como é essa “vida bandida”.

 

Ela começou o estudo no início de 2019 para a Receita Federal e, com alguns problemas pessoais, se encontra na metade das matérias do ciclo básico da área fiscal. Ela prestou concurso para a prefeitura da cidade onde mora, foi aprovada e está sendo chamada para assumir um cargo com 40 horas semanais, de nível médio e com salário baixo.

Ela explica algo fundamental no e-mail, os pais têm condição financeira de sustentá-la enquanto estuda. É um tema sensível. Ter os pais sustentando durante os seus estudos é muito importante e considero algo relevante.

Dinheiro é dinheiro e matematicamente se ele está acabando, então tem que arrumar emprego. Entretanto, podendo ter dedicação total aos estudos é mais interessante. Mas quem trabalha o dia inteiro também consegue aprovação no concurso da Receita Federal (a maioria dos aprovados trabalhava e estudava).

Existe um estereótipo de que quem passa em concurso grande acabou de sair da faculdade e de que não trabalhava.

É um estereótipo que vive no nosso imaginário, mas na prática os aprovados de grandes concursos trabalhavam o dia inteiro. São pessoas que já passaram em outros concursos, assumiram alguns cargos e continuam estudando.

Do ponto de vista pessoal, tive duas colegas que já estudavam para a Receita Federal na mesma época que eu estudava, assumiram cargos menores (e não foi por necessidade financeira) e “bateram na trave” no concurso de Auditor da Receita Federal.

Uma delas tentou o concurso seguinte, mas acabou desistindo. Elas continuaram no mesmo cargo que estavam e depois passaram para Analista da Receita Federal. Faz uma diferença. Se você tem disponibilidade total para estudar você irá avançar muito mais rápido e estará apta a brigar por vagas no curto ou médio prazo.

 

Se você assumir esse cargo, irá ter poucas horas, sua jornada de concurseira vai ser mais longa.

 

Não torna impossível ser aprovada, mas significa que provavelmente irá demorar mais. Eu considero que é um privilégio bastante grande poder se dedicar totalmente aos estudos. Eu fiz isso, larguei meu emprego e fui estudar. Acho que é uma oportunidade, na medida do possível, que não se deve deixar passar.

É algo bastante pessoal, mas leve isso em consideração. Claro, ficar em casa só estudando tem os seus obstáculos, especialmente os mentais e emocionais. A autocobrança pode ser maior, mas acho que é um privilégio e acredito que valha a pena.

Se puder, deixe esse cargo para lá e continue focada 100% nos estudos. Use essa cobrança para se dedicar com mais disciplina ainda (“não posso vacilar porque meus pais estão me ajudando nos estudos, então vou fazer o melhor que posso”). Utilize isso como combustível.

 

SAIBA MAIS:

TRE-PA Técnico – Análise e dicas de estudo

Você só PERCEBE quando PIORA

Como manter motivação e disciplina em alta?

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

 

 

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?