O mindset do aprovado

Por 11/09/2019 Videos

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

Mindset: A nova psicologia do sucesso. Entenda a diferença entre mindset fixo e mindset de crescimento e como isso pode impactar seus estudos e sua carreira.

 

Qual é o mindset do aprovado?

 

A palavra mindset está virando moda, alguns criticam com razão outros não, mas traduzindo de uma forma não literal seria “a mentalidade”. Qual é a mentalidade do aprovado? Existe realmente uma mentalidade do aprovado? Na minha opinião, sim.

No livro “Mindset, a nova psicologia do sucesso”, a ph.D Carol Dweck traz uma ideia muito interessante da distinção entre mindset fixo e mindset de crescimento.

Como um pode levar ao sucesso, no seu caso a aprovação, e como o outro, muito provavelmente, pode levá-lo ao fracasso? Qual a diferença entre eles? Se você acredita que é inteligente ou burro, é rápido ou lento, é forte ou fraco, você está com mindset fixo.

Você acredita que é alguma coisa e, consequentemente, não enxerga que é capaz de modificar essa situação. O mindset fixo é bastante sutil e está presente em diversos aspectos da nossa vida.

Muitas vezes ele foi colocado em você por professores, pais e família. As pessoas acham que estão elogiando ao dizer que você é alguma coisa como, por exemplo, ao falar para uma criança: “nossa, você é muito esperto, parabéns!”

Qual é o problema? Você ouve que é inteligente ou esperto e, de repente, faz uma prova, vai mal e seu mundo desaba. A reação de quem tem mindset fixo é parar e pensar: “Eu sou inteligente. Se fiz essa prova e fui mal, então significa que não sou inteligente? Se sou um bom concurseiro e fui mal, então não serei aprovado nunca? Acabou?”

 

Se você já se pegou pensando assim, atenção! Você pensou com um mindset fixo.

 

A boa notícia é que o mindset fixo não é para tudo e não o define completamente. Você pode ser uma pessoa de mindset fixo para algumas coisas e para outras, não. Mas, geralmente ou quase sempre, ele é muito perigoso.

O grande problema do mindset fixo é fazer com que acredite que você tem uma característica que é imutável, por exemplo, você é inteligente e, se você é inteligente, não precisa estudar muito pois, consequentemente, não tem como se dar mal e, como mencionei, quando vai mal seu mundo desaba.

O principal problema do mindset fixo é fazer com que você fique pensando em si mesmo, na sua inteligência, naquilo que acha que é e esquece de pensar no objetivo e nos meios para alcançá-lo.

Se faz uma prova e vai mal, pensa: “poxa, eu sou inteligente, essa prova foi mal formulada, o professor não explicou direito, meu material não era bom…”. Com isso, acaba eliminando qualquer possibilidade de buscar uma solução e obter um resultado melhor.

O mindset de crescimento faz com que você, ao encarar um obstáculo, pare e pense: “Opa, fui mal por quê? Vou corrigir minha prova. Que assunto estou errando? Os concorrentes também erraram ou só eu estou errando esses assuntos?

Meu material é bom? Se ele é bom, então o que fiz de errado no meu estudo? De que forma eu posso melhorar? Será que deveria focar mais na resolução de questões? Como as pessoas que passaram estão fazendo?

Vou começar a fazer dessa forma, vou assistir o canal do Diogo, vou experimentar e verificar se funciona para mim, vou ver se o meu resultado fica melhor.” Você acaba focando no processo orientado ao resultado. O objetivo é ser aprovado, mas o seu foco é o processo, é aprender a fazer cada vez melhor. Percebe a diferença?

 

Você não está pensando em si mesmo, se é ou não é, se consegue ou não, mas busca soluções.

 

O mindset de crescimento faz com que você encare um obstáculo de frente, se você esbarra em uma situação ruim e começa a fracassar ou encontra muita dificuldade, o seu cérebro fará com que pense em soluções, em como vencer.

Já no mindset fixo você esbarra em um obstáculo, cai para trás e diz: “Poxa, não era o que pensava, não levo jeito para isso.”

O mindset de crescimento é fundamental em diversos aspectos da sua vida.

Eu, como pai, por exemplo, estou muito preocupado em colocar o mindset de crescimento no meu filho. Ao invés de falar: “Filho, parabéns, você é muito inteligente, você é muito bom nisso.”, tento cada vez mais dizer: “Filho, você está correndo muito rápido, o vi treinando com seu amiguinho e quanto mais correr, mais rápido ficará.

Você está nadando muito bem e está fazendo bolinha debaixo da água, você tem que treinar bastante para conseguir mergulhar cada vez mais.” Estou tentando colocar nele esse tipo de pensamento, porque isso faz com que ele enxergue que o esforço é importante.

O importante é competir? Não! O importante é vencer, mas o esforço é importante e ele sempre tem que ser orientado ao resultado. Você não pode virar para criança e falar: “Muito bem meu filho, você está se esforçando bastante” e verificar que ela, há semanas, não apresenta progresso algum.

Isso não funciona porque a criança percebe que está sendo enganada. Busque estudar cada vez melhor com as melhores formas, mas sempre orientado ao resultado, melhorando o processo e se esforçando. 

 

Você que estuda para concurso, estude cada vez mais, o máximo de tempo que você aguentar de uma forma sadia.

 

Enxergue o seu próprio feedback, por exemplo: “Estudo 5 horas líquidas por dia, ontem estudei 6 horas líquidas, mas hoje estou cansado e estou mal, então 5 horas líquidas é a minha quantidade de horas ideal. O meu percentual de acertos está por volta de 80%, mas em contabilidade está em 72%, não está legal.”

Uma pessoa com mindset fixo pensaria: “Poxa, tenho dificuldade em contabilidade, não sou bom com exatas.” Já a pessoa com mindset de crescimento pensaria: “Como posso melhorar? É o material? Devo buscar um professor com uma metodologia diferente? Será que tenho que fazer mais questões ou dar uma revisada geral nessa matéria? Algo de diferente tenho que fazer para melhorar.”

Einsten dizia que a definição de insanidade era buscar resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa. Faz todo sentido! Se você está fazendo algo repetidamente, está se esforçando, mas não está obtendo um resultado melhor, então faça de forma diferente, aprenda algo diferente.

Cuidado com o extremo oposto! Cuidado para não virar um concurseiro “Netflix”, que acha que a cada vídeo no YouTube achará uma fórmula revolucionária e fará com que o estudo ande. Não se engane! Primeiro é ter é muita disciplina, é se esforçar, é ter força de vontade.

Segundo é se apaixonar pelo processo, é fazer cada vez melhor, sem nunca perder de vista o resultado, que, no seu caso, é ser aprovado. Se você não está melhorando seu percentual de acertos, não está estudando de forma cada vez mais eficiente, não está se sentindo bem enquanto estuda com a sua carga horária atual, então algo está errado.

Não adianta dizer que a culpa é dos outros ou do material e ficar simplesmente reclamando e não buscar melhorar. Recomendo a leitura do livro: “Mindset, a nova psicologia do sucesso” (https://amzn.to/2YwFmOq).

 

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

A CARACTERÍSTICA DO SUCESSO 

A TEORIA DO FOGÃO DE 4 BOCAS

MUITO TEMPO SEM ESTUDAR? VEJA COMO RETOMAR

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário