Skip to main content

Acordar cedo não basta! Por que o seu dia não rende?

Por 22/08/2018janeiro 18th, 2019Dicas, Técnicas, Videos

Olá, meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa vida bandida que é estudar para concursos!

Acordar às 5 horas da manhã mudou a minha vida, mas há outros aspectos que tive que mudar paralelamente e que se você não mudar também podem arruinar toda a sua tentativa de ser mais produtivo logo cedo e levar uma vida mais prazerosa e mais produtiva. 

 

Recentemente, eu comecei a acordar bem cedo, às 5 horas da manhã para trabalhar, ser mais produtivo e organizar melhor o meu dia.

 

Fiz um vídeo falando dessa minha nova rotina, publiquei no YouTube, o vídeo bombou e passei a receber muitas mensagens todos os dias, especialmente no direct do Instagram. Eu compartilho os Directs que as pessoas me marcam. Existe uma legião de pessoas que estão me acompanhando e acordando às 5 horas da manhã para conseguir estudar, trabalhar e correr atrás dos seus objetivos.

Apesar disso, há outras coisas que você tem que modificar para alcançar uma alta produtividade. Vamos falar hoje a esse respeito.

Você já reparou que quando começa a estudar ou fazer algum trabalho intelectualmente mais demandante, algo que requeira concentração, essa concentração demora um pouco a chegar?

No começo você não está no “clima”, seu pensamento sai, foge de controle, você começa a lembrar do que precisa comprar no supermercado, do problema que tem na sua casa, da falta de dinheiro, enfim, muitas coisas começam a “pipocar” na sua mente quando você se propõe a trabalhar extremamente focado em alguma coisa.

Isso não é à toa! A concentração demora um pouco a vir, ela é um exercício. Quanto mais você ficar concentrado ou tentar se concentrar, mais fácil isso fica. Quanto mais você tiver essa frequência em atividades de concentração, mais fácil a concentração virá também.

 

Por que estou falando isso? Porque nós temos um “inimigo íntimo” que fica ali para atrapalhar a nossa concentração em tudo o que nos propomos a fazer! Chama-se: Celular.

 

O celular é o principal vilão no seu dia-a-dia, ele é o principal responsável por quebrar a sua concentração em todas as atividades que você se propõe a fazer! Ele está no seu bolso, começa a tocar ou vibrar. Enquanto você assiste a um filme, você pega o celular. Quando vai fazer um trabalho, pega o celular.

Recebemos a todo momento muitas mensagens no celular, se você abre a tela para ver uma coisa, surgem outras 10 coisas e você acaba fazendo uma outra que você nem tinha a intenção de fazer quando você pegou o celular e até esquece por que você pegou o celular. Acontece com todo mundo e isso é horrível!

Em outro vídeo, eu já falei que tirei TODAS as notificações do meu celular. Ele só faz barulho se alguém me ligar, o que raramente acontece. Todas as principais pessoas da minha vida já foram avisadas. O Meu Whatsapp não toca, não vibra, não faz barulho algum.

Além disso, não há notificações na minha tela! Se eu pego o meu celular, nenhum dos aplicativos tem aquela bolinha vermelha chamando a minha atenção desesperadamente pedindo para que eu olhe. Não tem isso!

Eu controlo o que irei fazer com o meu celular, eu controlo o que vou ver. Pode ter 10 notificações do Facebook eu não vou saber enquanto eu não abrir o Facebook. Nada aparece para mim, quem manda agora no meu celular sou eu.

E por que isso é tão importante? Como disse no começo, a concentração demora a vir e o seu cérebro não faz uma coisa de cada vez. A concentração significa fazer uma coisa de cada vez. Se você não parar para focar em uma coisa só, não haverá concentração.

O que isso significa? Se você, antes de escrever um texto der uma paradinha para olhar o Facebook, seu cérebro irá ficar dividido. Você pode até largar o celular e começar a fazer aquilo que você pretende, mas o seu cérebro ainda ficará dividido durante um tempo. Mesmo que inconscientemente você ficará preso ao conteúdo que viu.

Normalmente, quando nos propomos a trabalhar ou estudar durante 2 horas, de meia em meia hora paramos para dar uma olhadinha no celular. A concentração não vem!

Se você usa o cronômetro para contagem de horas líquidas de estudo no seu celular e cada vez que surge um intervalo entre uma matéria e outra dá uma olhadinha nas notificações, você começa a distribuir a atenção do seu cérebro e jogar contra a sua concentração.

Não se trata somente de olhar o celular ou não, você pode ficar com aquela sensação que “pode ter algo ali para olhar” ou que “alguém pode ter te enviado alguma mensagem daquele assunto inútil que você estava participando”. Isso fica na sua cabeça: “olhar o Whatsapp, olhar o whatsapp, olhar o whatsapp…”

Ou então, você postou uma coisa nova no Instagram e está louco para saber quantas curtidas teve, se alguém comentou, se alguém enviou um Stories. Isso fica no seu cérebro e atrapalha a sua concentração.

Não apenas de maneira ativa e consciente, mas, se você ficar inconscientemente ligado ainda a alguma atividade do seu celular, isso irá te atrapalhar também.

 

A solução para isso é determinar horários específicos para olhar o celular (mídias sociais, whatsapp ou chamadas)

 

Eu faço isso! Eu acordo às 5 horas da manhã e eu não pego o meu celular antes de 7h30 ou 7h40 da manhã. Que é o momento que eu tomo o café da manhã antes de fazer a minha atividade física para depois ir para o trabalho.

Antes desse horário, eu não encosto no meu celular. Então, não existe mensagem urgente, e-mails de alunos, repostas em mídias sociais, saber quantas curtidas ou visualizações dos meus posts, nada! Isso significa que eu tenho a manhã só para mim.

Nesse primeiro momento do dia o meu cérebro está limpo e não há nada tirando a minha concentração para coisas fora do ideal. Eu fico totalmente focado naquilo que estou fazendo.

 

Existe um livro muito bom chamado “Trabalho Focado” de Cal Newport, que fala sobre concentração em tarefas intelectualmente demandantes. 

 

Esse livro traz ideias muito boas como a que a sua força de vontade ter uma carga horária limitada. Isso quer dizer que você não tem uma força de vontade infinita, você começa o dia com uma “carga” de força de vontade que vai acabando à medida em que você a usa.

Chega um momento do dia em que você não tem mais força de vontade, aí então você irá sucumbir aos estímulos externos: necessidades dos outros, mensagens, notificações, perdendo a sua força de vontade.

Então, como você faz para que essa “carga” de força de vontade dure o máximo? Você cria rotinas e hábitos!

Dessa forma você fica sem “escolha” entre estudar ou olhar o celular. A sua rotina tem que ser estabelecida para você ter horários específicos para pegar o celular, ou para fazer algumas outras coisas que te distraem, caso contrário, você irá acabar com a sua força de vontade antes da hora e não vai render tanto quando você poderia.

Você tem a capacidade de se acostumar com o trabalho focado, assim como tem a capacidade de se acostumar com o trabalho raso, sem foco.

Nossa vida atualmente é rasa, não temos profundidade alguma, não nos concentramos em nada no nosso dia-a-dia. Mesmo que você esteja fazendo um trabalho, caso fique pegando o celular de meia em meia hora, estará fazendo um trabalho raso na sua concentração. Quanto mais você faz assim, mais dificuldade você terá para se concentrar.

Isso é organicamente explicável. Seus neurônios evoluem à medida que você os força a fazer determinada coisa. Se você tem o movimento dos dedos, antes teve o aprendizado do cérebro, a coordenação motora e tudo mais.

Por exemplo, quanto mais você treina um instrumento musical, mais rápido você consegue o movimento, mais rápido você lembra das notas seguintes, mais rápido você faz a associação, julga como está aquele som, se está de acordo ou não, etc..

Isso serve para qualquer habilidade. Inclusive a de viajar em redes sociais! Você olha para o Facebook hoje e sabe em quais pontos da tela deve olhar primeiro. O que deve ler e o que não precisa ser lido. Que tipo de imagens precisam da sua atenção. Mas, é nisso que você quer ficar bom?

E hoje nós estamos praticando cada vez mais atividades rasas e estamos sendo treinados a perpetuar isso.

Sabe quando você senta para estudar e vêm mil coisas na sua cabeça? É resultado de uma vida inteira de trabalho raso diário. TV, mídias sociais, sites de notícia, um milhão de imagens e vídeos no computador brigando pela sua atenção. Quanto mais tempo você fica nesse ambiente, mais rasa é a sua capacidade de se concentrar.

Você tem que agir ativamente na sua vida para ter mais concentração e se tornar mais produtivo.

 

“Ah, Diogo, mas as mídias sociais e os sites de notícias trazem benefícios a nossa vida!”

 

Claro, podem até trazer. O que questiono aqui é o CUSTO-BENEFÍCIO. Saber um pouco sobre a vida de conhecidos e familiares é um benefício que justifique estudar menos? Porque é isso que acontece: você está estudando menos e está aprendendo menos para se dedicar às mídias sociais e aos sites de notícia.

Quais seus 2 principais objetivos na vida?

Agora veja todas as atividades do seu dia e responda: elas ajudam a alcançar esses objetivos? Se não, corte-as.

Saber exatamente quais atividades que ajudam vai facilitar que você veja quais que não ajudam.

YouTube, Facebook, Instagram, G1: são todos inimigos dos concurseiros. Ou melhor, são seus aliados se estiverem atrapalhando somente seus concorrentes.

Você consegue imaginar um atleta de elite com seu treinamento diário sendo atrapalhado pelo uso do celular? Consegue imaginar um campeão que chega atrasado ao treino todos os dias porque se distraiu no Instagram ou no Youtube? Consegue visualizar um campeão olhando o Facebook enquanto o técnico fala com ele?

O APROVADO não é um escolhido a esmo. O aprovado é um campeão. A batalha acontece em um dia por algumas horas, mas é resultado de meses ou anos de dedicação fanática. É assim que se chega lá.

Se dedicar integralmente a algo, sem distrações, com concentração profunda, é em si mesma uma FONTE DE PRAZER. É o trabalho repetitivo e de altíssima concentração que gera prazer na vida profissional. Faça isso todos os dias e você não se sentirá mais desmotivado, perdido e cansado. Vai se sentir cada dia mais compelido a fazer mais e melhor.

 

E-BOOK “Trabalho Focado. Como Ter Sucesso em Um Mundo Distraído”

 

Em Trabalho Focado, o autor e professor Cal Newport discorre sobre o impacto da era digital. Em vez de argumentar que a distração é ruim, ele celebra o poder do seu oposto.

Dividindo este livro em duas partes, ele primeiro argumenta que em quase todas as profissões, cultivar uma profunda ética de trabalho produz benefícios enormes. E então apresenta um rigoroso regime de treinamento, composto de uma série de quatro “regras”, que leva sua mente e hábitos a apoiar essa habilidade.

Uma combinação de críticas culturais e conselhos, Trabalho Focado leva o leitor a uma jornada através de histórias memoráveis — de Carl Jung construindo uma torre de pedra na floresta para concentrar sua mente, até um pioneiro em mídia social comprando um bilhete de ida e volta para escrever um livro sem se distrair — e de afirmações pragmáticas e nada frívolas, como a de que os profissionais mais conscienciosos devem abandonar as mídias sociais e que você deveria se acostumar ao tédio.

Trabalho Focado é um guia indispensável para quem procura alcançar sucesso em um mundo repleto de distrações.

Clique abaixo e adquira já o seu exemplar:

ebook Trabalho Focado Deep Work

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

 

ACORDAR ÀS 5 HORAS DA MANHÃ PARA ESTUDAR!

COMO MELHORAR A CONCENTRAÇÃO NOS ESTUDOS

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?