Skip to main content

Relaxar para aprender: pensamentos focado, difuso e os seus estudos!

Por 09/10/2018janeiro 19th, 2019Dicas, Técnicas, Videos

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos.

O que são os pensamentos “focado” e “difuso” e de qual forma eles podem interferir na sua preparação para concursos e provas? Confira!

 

Pensamentos “focado” e “difuso”, o que significam?

 

Pensamento focado ocorre quando você foca toda a sua atenção ao conteúdo específico lido, seja um assunto de uma matéria ou mesmo questões. No processo desse tipo de pensamento você liga o seu raciocínio a conhecimentos prévios sobre outros assuntos relacionados.

A limitação do pensamento focado se dá quando você está lendo um assunto completamente novo, ele não é responsável por te fazer assimilar esses conteúdos inéditos justamente por necessitar de conhecimentos prévios para fazer a ligação entre os assuntos.

Por exemplo, quando você lê algum conteúdo de português ou matemática atualmente, você intuitivamente lembra de vários pontos do assunto, vistos no seu ensino lá da escola. Então, você fica tentando puxar na memória o conteúdo já estudado, para resolver alguma questão ou mesmo compreender um conteúdo.

Nem sempre o pensamento focado está ligado à aprendizagem.

Já o pensamento difuso é o responsável por você alcançar conteúdos complexos e inéditos. Inclusive é esse tipo de pensamento que faz você ter aquele “insight” de repente.

Muitas coisas não são alcançáveis pelo pensamento consciente. É aquela situação de estar na rua, avistar alguém conhecido e não lembrar o nome no momento, mas apenas horas depois ou dias depois.

Então, o pensamento difuso serve para você extrair algumas coisas da sua memória e para entender alguns conjuntos de coisas novas, que de outra maneira você não entenderia.

 

É por isso que batemos na tecla para você estudar várias matérias ao mesmo tempo.

 

Caminhar aos poucos em cada conjuntos de matérias é o ideal. Por exemplo, o ciclo básico da área fiscal tem 6 matérias e você divide em cargas horárias para conseguir estudar 3 matérias em um dia e mais 3 no outro.

Essa alternância permite que você tenha um tempo de pensamento focado no primeiro contato com a matéria e, no intervalo de 48 horas, tenha o pensamento difuso, necessário para assimilar o conhecimento na sua cabeça.

Se você fica 4 horas focado em uma só matéria, por exemplo, não estará dando tempo para o pensamento difuso funcionar.

 

Quando que o pensamento difuso funciona?

 

A qualquer momento. Você pode estar estudando focado a matéria de Direito Tributário e o seu cérebro estar maquinando um pensamento difuso sobre o que você viu ontem na matéria de Raciocínio Lógico.

A coisa funciona assim, se você perceber, de maneira bem inconsciente. Mas, preferencialmente, ele vai estar funcionando quando você estiver fazendo atividades manuais, atividades que exigem concentração ou desempenho físico e que te permitem “relaxar”.

Essas atividades são corriqueiras, como uma caminhada, lavar louças, etc.

Importante falar isso, pois geralmente os concurseiros pensam que tem que estudar o tempo inteiro e que qualquer minuto de distração é um grade desperdício.

Há pessoas que colocam áudio de legislação quando vai tomar banho, executar afazeres domésticos. Ou seja, simplesmente não desligam. Deitam para dormir ouvindo mais um áudio de aula ou videoaulas.

Dessa forma, você não está favorecendo o relaxamento e o pensamento difuso.

É importante desligar!

 

Desligar dos estudos, ou atividades intelectuais. Faça uma caminhada, vá à academia, enfim, faça algo que te permita se desligar dessas obrigações de concurseiro.

Quando eu estudava eu tinha essas atividades na minha rotina. Principalmente à noite, eu relaxava assistindo filmes, malhando, jogando futebol, dando uma corrida no calçadão uma vez por semana. Era sagrado. Claro, eu larguei o emprego, eu estudava de 8 da manhã até às 18h todos os dias, direto praticamente.

Essas atividades me ajudavam a ficar com a cabeça no lugar, colocar o corpo em ordem. Eu nem sabia, mas certamente isso ajudava o trabalho do pensamento difuso.

Em segundo plano, meu cérebro estava encaixando o conteúdo que tinha estudado durante o dia.

 

Caso você esteja pegando alguma matéria nova, é importante fazer uma leitura dinâmica nos tópicos dela antes.

 

Leia o título, subtítulo, partes em negrito, veja as figuras…

Quando você faz isso, você toma conhecimento a respeito da ordem didática em que os assuntos serão apresentados. Você verá coisas que, no primeiro momento, podem não fazer muito sentido, mas que nesse encadeamento de ideias, vão surgir como uma coisa que dá para entender.

Ou seja, você estará colocando o pensamento difuso para trabalhar desde então, pois tomou noção básica estrutural que você precisa para assimilar o conteúdo.

 

Isso serve também para a hora da prova!

 

Há pessoas que ficam com medo de dar uma folheada na prova antes de começar, com medo da ansiedade que pode ser gerada ao ler uma questão super difícil e passar a achar que não irá passar na prova (sim, apenas por uma questão).

Se você der uma lida geral na prova antes de começar, ativará o seu pensamento difuso. O seu cérebro começará a fazer a sua memória trabalhar em segundo plano, por causa das palavras-chave que você leu.

No meio da prova você pode começar a ter “insights” do tipo: “Ah! Aquela questão trata daquela lei que tem a ver com o tópico que eu vi naquele assunto…”.

 

Então, relaxar é preciso!

 

Você é um sistema! Emocional, condicionamento físico…

Tudo o que está ligado à sua vida, faz parte de você e irá influenciar nos seus estudos.

Por isso, relaxar é tão necessário. Seja três vezes por semana, aos domingos, uma horinha por dia, enfim, você pode escolher de acordo com a sua rotina.

 

O grande vilão do relaxamento é o celular.

 

Usar o celular para relaxar não é relaxar! Olhar as redes sociais não é relaxar.

Se você puder dar uma caminhada, fazer uma atividade física, irá colocar o seu pensamento difuso para funcionar realmente e tirará mais proveito desses momentos de relaxamento sem risco para os seus estudos.

Caso você possa se livrar das mídias sociais, melhor será!

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

 

ACORDAR ÀS 5 HORAS DA MANHÃ PARA ESTUDAR!

COMO MELHORAR A CONCENTRAÇÃO NOS ESTUDOS

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?