Skip to main content

As 3 fases do estudo para concurso público

Por 12/01/2018janeiro 18th, 2019Dicas, Quero começar, Videos

Olá, meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos!

Estudar para concurso não é a mesma coisa do início ao fim. Há fases! Aqui eu explico como se comportar em cada etapa para acumular conhecimento e não esquecer o que aprendeu.

 

Fase inicial.

 

A primeira fase é, obviamente, uma fase inicial, quando você tem o primeiro contato com alguma das matérias mais básicas.

Você tem o primeiro contato com algumas, não com todas as matérias. Você vai escolher aquelas matérias que constituem a base do conhecimento no mundo dos concursos, que vão servir para outras provas também.

No caso da área fiscal, a gente tem os Direitos Constitucional, Administrativo e Português. Essas três matérias servem para praticamente todos os concursos.

Temos Raciocínio Lógico e Matemática, que vêm logo em seguida e que também caem na maioria dos concursos, e, no caso específico da área fiscal: Contabilidade e Direito Tributário.

Notem que são 14 disciplinas do último concurso de Auditor Fiscal da Receita Federal e a gente começa estudando por 6.

Por quê? Porque nessa fase inicial você ainda vai estar meio sem ritmo, vai ter dificuldade, vai ser o primeiro contato com os Direitos, provavelmente.

Então o Direito Administrativo e o Constitucional são uma boa forma de iniciar o contato aí nesse mundo dos concursos.

E é importante que você consiga ver começo, meio e fim de algumas matérias. É aí que está o grande lance. 

Se você pegar muitas matérias ao mesmo tempo, você vai demorar ainda mais para chegar no final. Se você pega uma quantidade limitada de matérias, você conseguirá terminá-las e passar para a próxima fase.

 

Fase intermediária.

  

É quando você começa a terminar as matérias básicas e inserir matérias novas.

Porque isso é uma fase? Primeiro porque inserir matéria nova é um desafio. Como que eu vou inserir? Onde que eu vou inserir? Em qual momento do meu dia? Se eu já estava estudando ali no máximo do que eu aguento, como é que eu vou fazer para inserir mais uma matéria?

E a dica é essa: na fase intermediária, você está terminando as primeiras matérias.

Terminou uma matéria, você reduz a carga horária dela e coloca numa espécie de “modo revisão”. Revisar é muito mais rápido do que ler uma teoria inteira. Então, você consegue reduzir a carga horária da matéria e abrir espaço para inserir uma matéria nova. 

“Diogo, de que forma eu vou revisar?”

Depende de como você estudou inicialmente.

Você pode revisar relendo marcações, relendo seus resumos, você pode fazer questões de prova, existem diversas formas.

Eu gosto muito de primeiro fazer uma revisão rápida na matéria, geralmente via questões, para depois continuar fazendo revisões da matéria, porém focado nas dificuldades.

No coaching do Estratégia, a gente controla muito bem os estudos dos alunos, pede que eles façam marcações de forma correta e também anotem os percentuais de acerto em cada aula.

Isso porque cada aula do pacote do Estratégia, da maioria dos materiais, apresenta diversas questões de prova. Então a gente pede para o aluno: “anote o percentual de acerto, vamos descobrir em quais aulas de quais matérias você está pior”.

Então, essa organização permite que a gente foque nas dificuldades depois.

Primeiro, faz uma revisão geral, depois fique focando nas suas dificuldades e fazendo questões de prova.

É muito importante fazer questões de prova.

Essa é uma fase intermediária. Você está começando a fazer revisões das matérias iniciais e você está inserindo novas matérias naquele espaço de tempo que você liberou.

 

Fase avançada.

 

Na fase avançada você já cansou de revisar as matérias iniciais, você já inseriu diversas ou até mesmo todas as matérias e você está no processo de manutenção.

A diferença da intermediária para a fase final, é que a maioria das matérias agora estão num processo de manutenção de conhecimento. Não só manutenção, acumulo.

E aí que está a diferença. Como que você vai acumular conhecimento ao invés de só fazer manutenção? Que diferença é essa? Se você não estiver sido organizado, se você não tiver o material bem marcado, ou não tiver os seus resumos, se você insiste nos resumos, como que você vai saber de que forma revisar rapidamente a matéria?

E, mais importante, como você vai saber quais são as suas dificuldades? Na fase avançada, você já aprendeu 70% da matéria. É hora de focar só nas dificuldades e também fazer muitas questões de prova.

Você vai intercalar as duas coisas. É hora de ler Lei Seca, é hora de buscar as “decorebas”, é hora de pegar tudo aquilo que você não aprendeu e atacar, repetir, ver várias vezes.

Mas, também, tire um tempo para fazer questões de prova, porque é importante estar afiado nisso e estar cada vez mais afiado na forma como a banca cobra os assuntos.

O auge, o ápice na preparação do concurseiro, na minha opinião, é quando ele está ali focado só na resolução de questões, e também naquelas revisões pontuais nas dificuldades que ele tem, visando decorar as coisas que não entram na cabeça dele de jeito nenhum.

Nesse ponto o concurseiro está buscando decorar as expressões de Lei Seca e assim evoluir de pouquinho em pouquinho para sair daquela zona de 70% de acerto que a maioria das pessoas está, e buscar os 75, 80% de acerto e assim chegar na aprovação.

Beleza? Basicamente isso, sem muito mistério, mas também traçado em linhas gerais. Cada caso é um caso, também existem as possibilidades de estudar para outra prova paralelamente, duas provas ao mesmo tempo, como falarei em outra oportunidade.

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES 

 

SAIBA MAIS:

 

COMO ESTUDAR COM O EDITAL PUBLICADO?

MOTIVAÇÃO PARA ESTUDAR PARA CONCURSOS

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?