Deixar TUDO PRA DEPOIS é coisa de CÉREBRO BOM

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos.

 

Procrastinação. A arte de deixar tudo sempre para depois.

 

Existe, talvez, uma explicação na evolução da espécie humana do porquê que você deixa seus compromissos para depois e não cumpre nada do previsto.

O que a evolução humana tem a ver com a procrastinação, a arte de deixar as coisas para depois?

Cerca de 100 mil anos atrás existiam três espécies humanas sobre a Terra: o homo sapiens, o homo erectus e os neandertais. Nós somos os homo sapiens.

Noventa mil anos se passaram e, de repente, dez mil anos atrás só existia o homo sapiens, porquê? A causa do sucesso da nossa espécie está ligada também a nossa dificuldade de lidar com os vários compromissos no mundo atual.

Numa análise das três espécies, a espécie com o cérebro maior foi a que sobreviveu, mas não somente por causa do tamanho do cérebro, mas também as áreas do cérebro que eram maiores. No caso do homo sapiens é a área responsável pelo planejamento complexo.

O planejamento complexo possui duas partes: a primeira que é traçar os próximos passos futuros e a segunda que é avaliar se esses passos futuros são bons ou não, se a empreitada vai dar certo ou não.

Afiar uma lança e sair correndo atrás de um mamute ou afiar uma lança e jogar de longe no animal são duas situações que envolvem o planejamento complexo, mas uma delas envolve o melhor planejamento, uma melhor análise se aquele plano que está sendo traçado é bom ou não.

Os fósseis neandertais, por exemplo, tinham sempre muitas marcas de fraturas nos membros inferiores indicando que eles pegavam a lança e corriam atrás dos animais.

O homo sapiens passou a se desenvolver com a tecnologia de arremessar a lança de longe, porque apesar de ambos serem planejamentos complexos, essa parecia uma ideia melhor, avaliando os prós e contras.

 

E essa análise dos prós e contras está no coração da sua dificuldade de levar adiante os seus compromissos.

 

A procrastinação, principalmente no nível estudantil, costuma ter três causas comuns: o medo (tanto do sucesso quanto do fracasso), o perfeccionismo e acreditar que o trabalho será de má qualidade.

 

Entretanto, existe uma quarta hipótese que está ligada a essa história da evolução humana: seu cérebro não acredita naquilo que você está se propondo a fazer.

 

Por exemplo, na sua época de faculdade você tinha que estudar para uma prova, mas como estudar? Qual material usar? Esse material é bom? Você vai ler, grifar ou fazer um resumo? Vai fazer um estudo dirigido ou sozinho?

 

São muitas variáveis e o grande problema do estudante é não definir antes um plano de ação.

 

Você tem um plano complexo que é estudar e fazer a prova, mas o seu cérebro não está acreditando naquilo que você está se propondo a fazer. No fundo ele não sabe como você vai fazer para chegar ao alvo, em outras palavras, seu cérebro não está “botando muita fé” naquilo que você está querendo fazer.

Essa rejeição do plano é pré-verbal, você não terá uma análise do seu cérebro assim: “humm, estou vendo que você está querendo fazer uma prova, mas você não sabe como fazer, então o plano está rejeitado e vamos assistir futebol.”

Ao invés disso, você terá uma cascata de reações bioquímicas que vão te levar a uma vontade muito grande de não realizar o plano, em outras palavras, falta de motivação.

Se isso é verdade, podemos esperar que aluno mais organizado, com material organizado, que sabe o que está fazendo, qual material é bom e de que forma se deve estudar, então é de se esperar que esse aluno procrastinasse menos, e é exatamente o que acontece.

 

Os alunos mais organizados não procrastinam tanto quanto os desorganizados e perdidos na vida.

 

Parece óbvio, mas as duas situações caminham paralelamente.

Se você parar para pensar, a procrastinação não é uma falha de caráter, mas sim possuir um cérebro muito bem afiado, no sentido dele lhe informar: “olha, o seu plano é ruim, você não sabe o que está fazendo, e antes de pensar em estudar para a prova “X”, você deveria pensar o que é estudar, como se estuda, qual material utilizar, traçar metas bem definidas, para só depois você me convencer de que a gente vai sentar e estudar para essa prova.”.

Hoje em dia, nessa era de Youtube, Instagram e Cia Ltda não é mais motivo para você deixar de estudar porque não sabe como estudar. No meu canal no Youtube existem diversos vídeos ensinando técnicas de estudo, como ciclos de estudo, revisões periódicas, mapas mentais, resumos, etc.

 

Hoje as pessoas encontram um problema diferente, o problema não é saber estudar, mas qual das milhares de técnicas que todos os gurus da internet ensinam é a melhor, qual é a mais adequada.

 

“As do Diogo Moreira, óbvio, claro, não tenho a menor dúvida.”

Brincadeiras à parte, existem diversas técnicas boas, cada uma com prós e contras e podem se adaptar a você melhor ou não. Mas dificilmente você irá pegar uma técnica de estudo que é horrorosa e vai te levar a um fracasso retumbante. Por vias das dúvidas, deixo minha playlist de técnicas de estudo: https://goo.gl/RWUQmz

Existe uma variação da procrastinação mais sinistra chamada de procrastinação profunda. É aquela dificuldade em levar qualquer coisa adiante. Não é depressão. Mas uma vontade “zero” de estudar qualquer coisa relacionada à sua faculdade ou no seu emprego atual.

Nesse caso também temos uma rejeição do plano, só que em larga escala. Não é que você não quer estudar ou não sabe como estudar para uma prova, mas não sabe o que está fazendo naquela faculdade ou naquele curso.

Isso também explica outras situações mais genéricas, como do porquê que sua vida não sai do lugar, do porquê que você não toma nenhuma atitude, do porquê que sua vida é uma “bosta”.

De uma forma geral na internet você verá que isso é medo do fracasso ou uma falta de coragem, o que não é verdade.

De acordo com essa teoria evolucionária, o problema não é que você não consiga sair do lugar e começar a fazer algo desesperadamente não importa o quê. Simplesmente seu cérebro está dizendo que seu plano não é bom e que você não tem a menor ideia de como chegar lá.

 

Seu objetivo inicial não deveria ser mudar de vida e deixar de ser um “bosta”, mas sim aprender passos para se tornar uma pessoa melhor, buscar passos anteriores antes de buscar aquele gran finale da sua existência.

 

A procrastinação não é o problema, ela não é sua inimiga, ela simplesmente está lhe informando que existe algo errado.

Você está olhando um pontinho no horizonte e deixando de prestar atenção no caminho até lá, de como você vencerá os obstáculos, de que forma você deve se preparar, ou seja, você deve traçar um plano mais detalhado com passos curtos, metas menores, uma escada que você vai subindo degrau a degrau até alcançar o topo.

Portanto, veja técnicas de estudo no meu canal ou em outros, mas tome cuidado em não ser um concurseiro netflix assistindo tudo que sai na internet.

 

Não existe nenhuma técnica de estudo revolucionária, faça sua parte desde que você tenha um plano minimamente adequado para chegar lá.

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

MUITO TEMPO SEM ESTUDAR? VEJA COMO RETOMAR

COMO COLOCAR AS REVISÕES EM DIA

REESTRUTURAÇÃO DA RECEITA FEDERAL

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário