Skip to main content

Como colocar as revisões em dia (Dúvida: revisar aulas antigas)

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos.

Há casos em que nunca foram feitas as revisões periódicas nos estudos e outros em que elas ficaram atrasadas. O que fazer nessas situações? Confira no post de hoje!

 

O que fazer para não esquecer o conteúdo estudado até o momento?

 

Talvez você nunca tenha ouvido falar em revisões periódicas, está estudando há algum tempo, já está na metade da matéria e acabou de descobrir que existem essas revisões. 

Outro caso possível é que você já vinha estudando e está atrasado nas revisões periódicas, não revisou conforme o planejado e agora está numa situação semelhante, ou seja, muita matéria estudada, porém, poucas vezes revisada. O que fazer nesse caso?

Essa dúvida surgiu na última sessão ao vivo com meus alunos do COACHING e a orientação foi a seguinte: se você está na aula 11 de 15 e nunca revisou, então dê uma pausa e, pelo menos, revise as aulas iniciais. Não é aconselhável ficar tanto tempo assim sem revisar uma matéria.

Cada aula costuma levar, para um aluno médio, uma ou duas semanas para ser lida, ou seja, se ele está na aula 11 provavelmente levou 11 ou 12 semanas (se contar com a aula 0) para leitura. Isso significa que ele está com muito tempo sem estudar as aulas iniciais.

O ideal é que você faça revisões de tempos em tempos, falamos muito aqui no blog das revisões de 24 horas e nas revisões de 7 dias.

O que aconselhamos é que você revise o que você estudou ontem e revise o que você estudou 7 dias atrás.

 

Esse aluno nunca revisou, então como fazer para não perder conhecimento, se é que já não perdeu, e acertar a partir de agora?

 

A primeira sugestão é que esse aluno dê uma pausa na aula 11 de 15 ou naquela em que está e revise as aulas iniciais. Pelo menos revise da aula 0 até a aula 5. E revisar o quê, nesse caso?

Se você vinha estudando com marcações, releia as marcações. Se você resumiu, releia seus resumos. Se você não fez nada, refaça as questões.

É possível que você tenha perdido algum conhecimento e se você fizer algumas questões, talvez seu nível de acertos não seja tão bom, mas a ideia nesse momento não é medir seu nível ou percentual de acertos, mas sim praticar a revisão, reter ou renovar o conhecimento perdido.

 

Outro caso, por exemplo, é que talvez você esteja na aula 6 de 10, mas o princípio é o mesmo.

 

Tem muito tempo que você não vê algumas aulas, então dê uma revisada antes de seguir adiante. Revise até a aula 3, por exemplo, a ideia é acertar agora para não perder esse conteúdo antigo.

E a partir de agora o que fazer? A partir de agora comece a fazer as revisões de modo que você mantenha uma regularidade e não perca esse conhecimento. No caso desse aluno do coaching, ele recebeu um e-book personalizado, foi enviado um passo a passo de como ele vai proceder com as revisões, enfim, toda a metodologia que ele irá utilizar.

 

Não tente mudar o que já ficou para trás só corra um pouco atrás do prejuízo.

 

A partir de agora, faça revisões de 24 horas fazendo questões do fim da aula anterior, de modo que você consiga medir seu potencial de acerto em cada matéria ou em cada aula dentro de cada matéria, com a finalidade de obter um diagnóstico de como você está.

O erro mais fatal que alguém pode cometer é tentar ficar colocando em dia revisões que já ficaram para trás. Existe um limite do que você consegue compensar. Se você deixar para trás revisões de 24 horas ou revisões de 7 dias chega um momento que você não consegue mais compensá-las.

Até porque uma revisão de 24 horas feita uma semana após já não é mais uma revisão de 24 horas.

Então, se você não revisou como deveria ter revisado ou se algum assunto ficou para trás, faça essa pausa, refaça as questões, releia suas marcações e depois faça certo a partir de agora. Mas busque identificar qual foi a causa desse atraso nas revisões.

 

Se você tem 4 horas líquidas de estudo por dia e diz que vai revisar na hora que der, isso não está adequado.

 

O seu tempo de estudo tem que considerar também o seu tempo de revisão. Se você tem 4 horas líquidas por dia, por exemplo, seriam 2 horas e 30 minutos de leitura de teoria e 1 hora e 30 minutos de revisão.

Existem revisões de 24 horas, 7 dias, 30 dias, 45 dias e 60 dias. Eu particularmente recomendo apenas as revisões de 24 horas e as revisões de 7 dias e o restante você faz revisões via questões de forma parecida com que foi relatado no início desse texto, fazer questões antigas e aulas antigas de modo a não perder contato com a matéria.

Fazendo questões você consegue revisar a matéria nos assuntos mais importantes, que são os mais cobrados, sem perder muito tempo. Fazer questões, na maioria dos casos, é algo muito rápido.

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

 

5 PASSOS PARA ACERTAR MAIS QUESTÕES

COMO COMEÇAR A ESTUDAR PARA CONCURSOS

REVISAR SOMENTE VIA QUESTÕES É POSSÍVEL?

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?