Skip to main content

MEMÓRIA: Estudo científico mostra que ESTUDAR não é como você acha.

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

O que ajuda mais a ser aprovado em concurso: ler muitas vezes ou fazer muitas questões? Confira um estudo científico que colocou um grupo de alunos para ler 4 vezes o mesmo material e outro grupo que leu somente uma vez, mas fez testes três vezes. O resultado é surpreendente. Estudo: Roediger and Karpicke (2006a).

 

O que ajuda mais a ser aprovado em concurso?

 

Hoje em dia na internet você vê tudo quanto é tipo de opinião, de especialistas, coachs sobre qual a melhor forma de estudar. Uns dizem que você tem que ler várias vezes, outros dizem que você tem que fazer resumos e há quem diga que você tem que fazer questões para ser aprovado em concurso público.

Com isso, você fica completamente perdido, sem saber quem está falando a verdade, quem tem algum embasamento, quem sabe do que está falando e quem não está. Vou tentar lhe ajudar.

No vídeo relato sobre um estudo científico feito em 2006 (Roediger e Karpiche) nos Estados Unidos que mostra qual é a melhor forma de aprendizagem. Se ler várias vezes ajuda ou se fazer questões é a melhor saída.

Nesse teste, os cientistas dividiram os alunos em três grupos e a diferença era que todos os grupos tinham quatro contatos com o assunto, ou seja, quatro vezes eles podiam fazer alguma coisa com aquele assunto a ser estudado (era um texto sobre ostras).

O primeiro grupo fazia quatro leituras, ou seja, lia o material quatro vezes. O segundo grupo fazia três leituras e uma questão no final. O terceiro grupo fazia uma leitura e três questões. Foram aplicados testes nesses grupos em dois momentos diferentes, um teste cinco minutos depois e outro, uma semana depois.

 

A ideia era verificar o grau de lembrança que esses alunos tinham desse assunto que foi estudado.

 

No primeiro teste, cinco minutos após esses quatro contatos com a matéria, o grupo campeão foi o grupo das quatro leituras, foi o que acertou mais questões. Em segundo lugar ficou o grupo que fez três leituras e uma questão. Em último lugar, em termos de performance de lembrança do assunto, ficou o terceiro grupo que realizou uma leitura e três questões.

Entretanto, foi feito um novo teste uma semana depois. Eles não tiveram mais nenhum contato, nem leitura e nem questões. O grupo campeão foi o terceiro grupo, foi o que mais se lembrou do assunto, eles só tiveram uma leitura e 3 questões sobre o assunto.

O segundo lugar ficou com o segundo grupo e o primeiro grupo que fez quatro leituras e nenhuma questão ficou em último lugar. Isso é importante para você identificar que quando você resolve estudar para concurso, você está fazendo um empreendimento de longo prazo, um, dois, três, quatro anos até passar naquela prova que realmente quer e garantir sua vaga no serviço público.

São muitas matérias e alguns concursos exigem vinte matérias ou mais. Você me vê frequentemente no canal no Youtube, o que ensino para meus alunos do Coaching ou na Comunidade Estudo Completo a importância de fazer questões como a melhor forma de revisar o conteúdo estudado.

Muitas vezes as pessoas perguntam: Diogo, eu nunca mais volto na matéria? Só vou ler uma vez a teoria? Sim, você só vai ler a teoria uma vez. Depois, você só fica fazendo questões. As questões têm feedback, tem comentários e, muitas vezes, os comentários explicam coisas que você viu na teoria e, por isso, nem precisa voltar na teoria por questão de comodidade e de melhor utilização do seu tempo.

Mas, na prática o que funciona melhor para memorização de longo prazo é fazer questões, é testar seu conhecimento. O mesmo grupo que teve somente um contato com a teoria e por fazer sucessivos testes apresentou resultados muito melhores.

 

Quer ver na prática como ficou a pontuação?

 

 

O grupo de preto foi o primeiro grupo (SSSS), S de study. Esse grupo teve uma redução brutal. O primeiro teste é o de cinco minutos e o segundo teste é o uma semana. Esse grupo teve uma perda brutal de conteúdo no decorrer de uma semana porque só fizeram releitura.

Só reler faz com que você lembre muito no curto prazo. Esse grupo foi o que mais lembrou no curto prazo (cinco minutos depois). Isso funcionava na época da escolinha, da faculdade quando você tinha que pegar alguns materiais e entrar de cabeça neles durante um ou dois dias e fazer a prova e você se saía bem.

O nome disso é prática intensiva e ela não é boa. Repare a diferença no terceiro grupo (STTT), T de test, esse grupo teve uma pequena perda de conhecimento no decorrer de uma semana. Muito menor do que o primeiro grupo. Repare também que o segundo grupo teve uma queda acentuada.

Esse estudo científico é de 2006 e é para você começar a entender e enxergar que o que o Diogo ensina no canal no Youtube, no Coaching, para os alunos e seguidores de graça no Youtube ou Instagram não é baseado só no que o Diogo acha é legal, ou diz que funcionou para ele, mas baseado em pesquisa, estudo, em mais de cinco anos ensinando as pessoas a estudar para concurso.

Fica com um pequeno tom de desabafo, mas é interessante.

 

SAIBA MAIS:

Quer aprender a estudar? Entre para a Comunidade Estudo Completo

Os problemas de fazer simulados

PARE de pesquisar técnicas de estudo – veja por quê.

Quer aprender a estudar? Entre para a Comunidade Estudo Completo

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?