Skip to main content

Perdeu o dia de estudo? Veja o que fazer com seu ciclo de estudos!

Por 26/09/2018janeiro 19th, 2019Dicas, Técnicas, Videos

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor-Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concursos.

Perdi o dia de estudo! E agora, o que fazer? Fatalmente, isso ocorrerá de vez em quando. Nesse caso, você realmente deve compensar no dia seguinte? Confira a resposta!

 

Antes de tudo, stop the “mimimi”! Não estou aqui para pra te colocar pra baixo. Não vou nem te dar um puxão de orelha.

 

Essa é uma dúvida muito frequente de quem está iniciando o processo de coaching. Isso porque os meus alunos logo no começo da preparação recebem um plano de estudos com ciclo de estudos semanal.

Nesse ciclo você tem a determinação de quais matérias estudar durante quanto tempo, dia após dia. Há uma meta para a segunda, terça, quarta e assim vai.

O problema é que, fatalmente, em algum dia a gente falha. O aluno pode passar por vários contratempos e não conseguir estudar praticamente nada ou então só ler a teoria, sem conseguir fazer a revisão. 

Então, Diogo, como eu faço? Eu vou tentar repor amanhã! Vou tentar compensar isso aí, pois cada hora vale ouro, certo?

Sim! Cada hora de estudo é valiosa e você tem que tentar fazer o seu estudo render o máximo possível com a maior frequência que puder. Mas, imprevistos acontecem de vez em quando.

 

Então, se você vai perder um dia de estudos por inteiro, como fazer? Você deve compensar ou não? Corre atrás do prejuízo ou não?

 

Normalmente a minha resposta vai ser não. Isso porque estaremos trabalhando sempre no limite da carga horária que você aguenta.

Então, se você estuda cinco horas por dia e já está aguentando no máximo essas cinco horas mesmo, você já tem o seu limite de estudo. Afinal, a gente quer utilizar os seus dias praticamente ao máximo para poder render o máximo possível.

A consequência disso é que quando você tentar compensar o estudo perdido no dia seguinte, você vai forçar a barra. Você vai passar do seu limite.

Por exemplo, se o seu limite for cinco horas por dia e hoje você não estudou nada, amanhã, se você tentar fazer sete horas, fatalmente no dia seguinte você vai estar cansado. Vai te quebrar, no dia seguinte você vai dormir mais ou ficar fisicamente cansado.

Isso era muito claro pra mim. Eu entendi que o meu limite de estudos pós-edital era de 8 horas líquidos por dia. Isso é muita coisa. Eu não trabalhava e era pós-edital.

Faltava um mês um mês e pouco para a prova e eu ouvia histórias de pessoas que faziam 9, 10, 11 e até 12 horas líquidas por dia. Então, em um belo dia resolvi fazer 10 horas de estudo e o resultado foi que no dia seguinte a esse eu só consegui fazer seis.

O estudo rende menos, os intervalos ficam mais longos. Eu fiquei com preguiça e indisposto porque eu passei do meu limite no dia anterior.

 

Então, reconheça que você tem um limite, identifique qual é esse limite e respeite-o!

 

Muitas vezes tentar compensar vai simplesmente deixar você mais cansado. Então, se for conteúdo teórico que era para ter lido ontem, esqueça esse dia de ontem, deixe em branco e parta para o estudo que estava previsto para hoje.

Entretanto, se você tinha que fazer revisões de 24 horas, 7 dias e não fez é interessante fazer essas revisões, aí você vai ter que prejudicar as matérias de hoje para fazer a revisão de ontem.

Você fará as revisões que estavam previstas para ontem e vai fazer as revisões que estão previstas para hoje, reduzindo um pouco o estudo teórico das matérias que estavam previstas para hoje.

 

Atenção: se esses “furos” no ciclo estiverem acontecendo com muita frequência significa que a sua carga horária não está bem balanceada.

 

Talvez você esteja tentando forçar a barra e isso dá uma quantidade de horas maior do que você consegue.

Claro, você tem que experimentar cada vez mais, mas você tem que saber identificar seu limite. Tem que forçar um pouco a barra sim, tem que ser adulto, maduro e honesto consigo mesmo para poder identificar.

Melhore a sua rotina, comece a estudar mais cedo, reduza um pouco os intervalos, ou seja, aja com maturidade.

É importante ter esse gostinho de “quero mais” é importante saber que você aguenta fazer um pouquinho mais para ter a vontade e a disposição de começar logo no dia seguinte, de retomar os estudos e estudar mais coisa.

Como eu falei, se os últimos minutos são aquele inferno você tá passando do limite realmente. Isso não é bom, vai desestimular a começar a estudar no dia seguinte.

Faça a sua parte! A caminhada é longa e quanto mais disciplina você tiver, melhor vai ser a consistência do seu estudo e mais rápido você chegará lá também.

 

ESTUDE COMIGO DURANTE 12 MESES!

 

O Coaching (mentoria ou consultoria) é um atendimento em grupo. Eu faço o seu planejamento de estudos inicial, dou acesso a dezenas de vídeos exclusivos com técnicas de estudo e abro espaço para todos os alunos conversarem e trocarem experiências de como estão estudando. CLIQUE AQUI para saber mais!

 

 

E-BOOK GRÁTIS – 9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

Neste eBook, conto minha trajetória e explico passo a passo o que você deve fazer para extrair o máximo dos seus estudos para concursos públicos:

 

9 PASSOS QUE ME LEVARAM À APROVAÇÃO EM 9 MESES

 

SAIBA MAIS:

 

ACORDAR ÀS 5 HORAS DA MANHÃ PARA ESTUDAR!

SAIBA COMO EVITAR CRISE NO RELACIONAMENTO ENQUANTO ESTUDA

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas postagens.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos.

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixe seu comentário 2 comentários

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?