Skip to main content

Concurso da PRF ou da Polícia Federal: qual o mais fácil?

Por 14/01/2021janeiro 18th, 2021Dicas, Editais, Técnicas, Videos

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

Concurso da Polícia Rodoviária Federal ou da Polícia Federal? Qual dos dois é mais fácil para ser aprovado? Confira a minha análise.

 

Qual concurso público é mais fácil para ser aprovado: PRF ou Polícia Federal?

 

Claro que nenhum concurso é fácil e muitas pessoas não entendem que mais fácil é uma coisa relativa e não absoluta. Mas, vou tentar responder essa questão que chegou para mim de um dos meus seguidores do Instagram.

“Qual dos dois é mais fácil? Professor, preciso estudar para um deles e não sei em qual focar.” Nesse momento, início de janeiro de 2021, qual o cenário?

Os dois concursos, PRF e PF, estão anunciando que o edital sai em janeiro e a prova deve ocorrer ao final de março, provavelmente não na mesma data até porque é a mesma banca (Cebraspe/Cespe), mas os dois devem acontecer no final de março.

Estamos falando de dois meses e meio dessas notícias até o dia da prova. Primeira ponderação, pelo amor de Deus, as provas podem ser adiadas.

Provavelmente não serão, mas como vimos no ISS Aracaju recentemente, estava tudo certo com banca, prefeitura e todo mundo querendo a prova, mas alguém entrou na justiça que suspendeu e, basta suspender, para a prova não acontecer.

Não é impossível, mas acho cada vez menos provável que essas provas sejam adiadas. Na hora de comparar duas provas, temos que levar em consideração duas coisas muito importantes.

 

A primeira é: quais são as matérias para essas duas provas?

 

Olhando para o conteúdo programático das duas provas, qual delas tem as matérias mais difíceis, um desafio maior? Teoricamente é a prova da Polícia Federal com Estatística, Contabilidade Geral e Tecnologia da Informação. Essas três matérias são desafiadoras e difíceis para qualquer área.

Contabilidade Geral é difícil? É, mas não é cobrada na área policial como é cobrada na área fiscal, é uma prova um pouco mais light, mas, ainda sim, é difícil aprender Contabilidade Geral.

Estatística, vou lhe contar o que fiz e ainda fui aprovado no concurso da Receita Federal, eu desisti, não estudei essa matéria. Estava aprendendo, era bom em exatas, mas percebi que eu levava quinze minutos para fazer uma questão de Estatística e ainda existia o risco de errar essa questão.

Então disse: dane-se, não vou fazer isso. Na hora da prova, corri o risco e das cinco questões chutei quatro e acertei três. Em Tecnologia da Informação, se você não tem base nenhuma nem em Informática (e cai Informática na PF), você vai ter mais dificuldade ainda.

 

Então, são grandes desafios.

 

Não significa, pelo amor de Deus, que você não é capaz de aprender, mas se você não tem uma base em Exatas, nunca viu Contabilidade na vida ou se nunca teve contato Informática, não sabe nem ligar uma CPU, então, você vai precisar de mais tempo para aprender e estamos falando de um cenário de pouquíssimo tempo, dois meses e meio para você dar aquela turbinada no seu estudo e chegar o dia da prova.

No caso da PRF, as duas matérias mais difíceis são Raciocínio Lógico Matemático (é um pouco mais difícil que o Raciocínio Lógico da PF) e Física, ou seja, duas matérias de exatas. As duas provas têm a mesma banca, então você não vai ter dificuldade no nível de cobrança de Português ou alguma coisa assim.

No caso da PRF, essas duas matérias são, teoricamente, mais difíceis. Claro, você pode ter dificuldade em Direito (são os mesmos Direitos praticamente para as duas provas). Então, não tem uma matéria tão diferente ou tão difícil no caso da PRF, não mais do que Raciocínio Lógico Matemático e Física.

Comparando as duas provas em relação ao conteúdo programático, temos que a PF é uma prova mais desafiadora. Outro aspecto a ser levado em consideração é a quantidade de vagas.

No caso de Agente da Polícia Federal, teremos 900 vagas e, no caso de Policial Rodoviário Federal, 1.500 vagas (vagas imediatas que estarão no edital). Isso faz com que seja mais fácil passar na prova da PRF, quanto mais vagas, um pouco mais fácil é o concurso.

 

“Diogo, e se eu quiser tentar as duas provas?”

 

Primeira coisa é que você tem que ter muitas horas líquidas de estudo no seu dia. Você vai ter que ser aquelas pessoas que faz 6, 7 ou 8 horas líquidas (eu fiz 8 horas líquidas pós edital, é uma coisa que dá para fazer, inclusive conheci pessoas que já fizeram 10 horas líquidas).

Você não precisa de 8 horas líquidas para ser aprovado em nenhum concurso. Há pessoas que passam estudando 3 ou 4 horas líquidas. O que estou falando é estudar para dois concursos que acontecem na mesma época e com matérias diferentes.

Tenho outro vídeo no canal do Youtube onde comparo os dois editais, as matérias de cada um para você ter uma noção. Clique aqui para saber mais.

Mas agora, faltando dois meses e meio provavelmente para a prova, você tem que comparar e verá que tem muita matéria diferente para as duas provas e terá muitas aulas de uma prova para ler que não cai na outra e vice versa.

É muito conteúdo programático para você tentar abraçar as duas provas agora, especialmente se você estiver no começo ou no meio da sua preparação, não leu nem metade das matérias, ainda está engatinhando, isso fica mais complicado de você tentar as duas provas.

 

Eu sugiro que você escolha uma.

 

Em que cenário eu posso tentar as duas provas? Primeiro caso foi o que disse anteriormente, ter uma carga horária diária alta porque você vai ter que ter todas as matérias dos dois concursos no seu ciclo quando chegar essas provas.

Você não terá, por exemplo, dois meses entre uma prova e outra para pegar umas matérias específicas da segunda prova. A expectativa é que elas ocorram muito próximas. Então, sua carga horária diária vai ter que comportar todas as matérias das duas provas. Uma coisa que provavelmente vai ocorrer é que você não vai conseguir ler todas as matérias por inteiro.

Então, você vai ter que escolher algumas matérias menos importantes de cada uma dessas provas e vai ter que estudar de uma forma meio “sem vergonha”, meio resumida, pegar um resumão, ir direto para as questões, só “atacar” a lei seca para poder fazer uma leitura mais rápida.

Eu sugiro que você faça o estudo reverso e vá direto para a resolução de questões. Você pode fazer questões e depois ler os comentários das questões. Hoje em dia, temos bons sites de questões na internet e você consegue fazer uma questão e logo em seguida tem um comentário dizendo por que está certo e por que está errado, explicando o assunto.

Com isso, você não precisa voltar no material teórico enorme para poder aprender, o comentário da questão já é suficiente. Saiba que isso é doloroso, estudar direto via questões significa que você vai errar muitas questões na primeira passada, errar muito no começo e, à medida que você for lendo os comentários, você vai melhorando seu percentual de acertos.

 

Mas, no começo dói.

 

Outra coisa que você pode fazer é estudar primeiro os assuntos cobrados com mais frequência pela banca. Não há nenhuma garantia de que por aquele assunto sempre ser muito cobrado ele vá ser cobrado na próxima prova. Mas, é uma tendência, uma análise estatística.

Dentro de Direito Administrativo, comece pelos assuntos mais cobrados, dentro de Direito Processual Penal, comece pelos assuntos mais cobrados. Aqueles que nunca são cobrados, que possuem um percentual de incidência baixíssima, você deixa para lá porque não vai dar tempo de ler tudo e você precisa maximizar o seu ganho de pontos.

Dentro da Comunidade Estudo Completo você encontra minhas vídeo aulas de técnicas de estudo, como faz ciclo de estudos, revisão periódica, como organiza resolução de questões, tudo o que você precisa saber para estudar para concurso está dentro da Comunidade e, também, essas análises estatísticas dizendo quais são os assuntos mais cobrados de cada matéria com uma planilha para você controlar seu percentual de acertos.

Estudocompleto.com.br é uma comunidade e há centenas ou milhares de concurseiros para você trocar uma ideia e conversar.

 

 

SAIBA MAIS:

Os problemas de fazer simulados

PARE de pesquisar técnicas de estudo – veja por quê.

Veja a importância de REVISAR para a memorização (e como revisar DE FORMA CORRETA)

Quer aprender a estudar? Entre para a Comunidade Estudo Completo

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

 

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?