Skip to main content

Rendimento exponencial nos estudos?

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

Como obter um rendimento exponencial nos estudos? Como crescer cada vez mais, acumular cada vez mais conhecimento? Como ganhar velocidade na leitura e na memorização? Existe mesmo isso? O que faz de um estudante um grande estudante? Confira.

 

Como obter nos estudos um rendimento exponencial e não linear?

 

Eu recebi essa pergunta sobre o rendimento exponencial e esse assunto é muito interessante. Todo concurseiro quer aprender cada vez mais rápido gastando menos tempo. Isso não é bem assim.

Você tem uma quantidade de páginas que precisa ler e, dificilmente, você vai mudar seu ritmo de leitura, por exemplo.

Por falar em ritmo de leitura, considero que 10 páginas por hora é um ritmo adequado, não é fantástico, mas também não é ruim, 6 ou 7 páginas por hora é ruim. Por isso que, de uma forma geral, sou contra a elaboração de resumos na primeira leitura. Isso atrasa muito seu ritmo de leitura.

Não adianta você ter uma hora e conseguir ler 6 páginas tendo feito seus resumos porque você não chegará muito longe, especialmente se estiver estudando para um cargo grande, com salário alto e com muitas disciplinas.

Ler dez páginas por hora está bom, é suficiente para manter sua preparação. Mas e a retenção de conteúdo? Quanto que você retém nessa leitura? É muito ou pouco? Você não está fazendo resumo? Está fazendo apenas marcação ou não está fazendo marcação? Você está fazendo as revisões de 24 horas e de 7 dias?

Calma! No início da sua preparação, seu histórico tem uma grande importância. Se você foi um bom aluno a vida inteira, se você sempre gostou de ler muito, então a tendência é que você tenha um ritmo de leitura melhor e tenha uma capacidade de retenção maior.

Foi o meu caso. Sempre gostei de ler, fui um bom aluno, fiz faculdade de psicologia, lia muito e por isso minha leitura significava que eu lia rápido e retinha muito conhecimento. Eu conseguia uma boa retenção de conteúdo e isso contribuiu para que eu fizesse poucas revisões periódicas.

 

Aqui fica uma dica: quanto maior a sua dificuldade, maior a necessidade de fazer revisões.

 

Entenda, se você não era um bom aluno, não conseguirá um desempenho fenomenal no começo da sua preparação. Cada pessoa traz a sua bagagem que consegue um ritmo normalmente no início.

Tenho vários alunos no Coaching e o que não acontece é colocar todos os alunos com o mesmo rendimento desde o início. Isso não existe. Cada um traz a sua bagagem.

Se você foi um aluno que não foi muito estudioso, nunca gostou de ler, então você primeiro tem que aprender a estudar antes de aprender o suficiente para ser um concurseiro de altíssimo nível.

E para aprender a estudar você tem que se sentar e estudar e, de preferência, fazer as revisões periódicas. As revisões de 24 horas e de 7 dias são as revisões que sugiro e que a maioria das pessoas utiliza.

Elas são desnecessárias se você tem uma retenção muito boa. Como era o meu caso. Não fiz essas revisões porque, como falei, eu já era um bom aluno. Mas se você está reaprendendo a estudar, você vai precisar delas.

Na primeira leitura as coisas não irão fazer muito sentido, seu ritmo vai estar mais ou menos, vai ler e vai esquecer e essas revisões serão muito importantes.

É possível que depois de algum tempo ou meses estudando você consiga reduzir essas revisões, ou seja, tirar a de 24 horas ou a de 7 dias. A partir disso você consegue melhorar sua capacidade de retenção e gasta menos tempo com essas revisões.

Entretanto, no início provavelmente elas serão necessárias para você.

“Diogo, ok, entendi que você era um bom aluno, acima da média, por isso passou tão rápido no concurso de Auditor da Receita Federal com apenas 9 meses, então qual o diferencial que se consegue a partir daqui? Não fui um bom aluno e agora preciso me virar “nos 30” para alcançar um alto rendimento, o que faço?” Meu caro seguidor, não existe uma fórmula mágica.

 

A principal saída para conseguir crescer como concurseiro é disciplina.

 

Quanto maior a sua disciplina diária, quanto maior a frequência com que você cumpre com suas metas, com que você faz as revisões, treina questões de prova, maior será seu crescimento como estudante.

Você não melhora como estudante em pé na cozinha pegando copo d´água, mas sentado olhando para o seu material, seja impresso, no notebook ou no tablet. Você vai ter que ler para crescer e melhorar cada vez mais como concurseiro.

As técnicas de estudo, na verdade, não vão ser o seu diferencial. Todo mundo sabe quais são as melhores técnicas de estudo: leitura, marcação, revisões de 24 horas e de 7 dias e treinar muitas questões. É basicamente isso que você utilizará.

A diferença entre um concurseiro de alto nível e de um de nível intermediário ou baixo é a disciplina, é a consistência, é a frequência de estudo.

Ter um bom planejamento é fundamental, sem um bom planejamento você não alcança a disciplina, mas é a transformação pessoal que você tem que experimentar que fará com que você seja um concurseiro de alto nível.

Imagine uma pessoa totalmente largada, relapsa, desorganizada sendo um concurseiro de alto nível. Fica difícil de imaginar. Passar em concurso é um dos maiores empreendimentos que você está encarando na sua vida. Isso significa que você vai ter que crescer. É por isso que o meu canal no Youtube é tão focado no alto desenvolvimento.

 

Não se engane, muita coisa que aprendo para mim eu passo para vocês, e não estudo para concurso.

 

Você tem que crescer como concurseiro, por isso que falo em disciplina, melhoria do sono, controle da alimentação, hábitos, tudo isso é tratado nesse canal porque fará de você uma pessoa, um concurseiro, um estudante melhor.

Dessa forma você irá crescer e obterá resultados melhores. Não adianta você querer ser a mesma pessoa do início até o final da sua preparação e obter resultados extraordinários. Não é assim que funciona. Cresça!

Veja vídeos, aprenda as melhores técnicas, mas a transformação e o crescimento não estão fora de você, mas dentro. Não será um vídeo no Youtube que fará com que você seja, de um dia para a noite, um concurseiro melhor, mas será o seu trabalho diário, seu cumprimento de metas, sua disciplina.

 

 

SAIBA MAIS:

A Reforma Administrativa e a sua carreira como concurseiro

Sono após o almoço? Descansar? Já leu tudo? Percentual de acerto adequado? Diogo responde! Ep. 3!

Reta final: aulão ou questões? E quando revisar após a revisão de 7 dias? Diogo responde! Ep. 4!

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

 

 

 

 

 

 

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?