Skip to main content

Você estudou certo mesmo?

Olá! Meu nome é Diogo Moreira, sou Auditor Fiscal da Receita Federal e estou aqui para te ajudar a sair dessa “vida bandida” que é estudar para concurso.

 

Você estudou certo mesmo?

 

Hoje, eu vou apresentar a história de um seguidor e vou ajuda-lo a dar a volta por cima depois de uma reprovação grande. Ele está sentindo que essa vida de concurseiro é, de fato, bandida. Ele estudou 3 anos para a PRF, mas não conseguiu aprovação e ele disse que estava beirando a depressão, não sabe o que fazer agora.

Ele falou que estudou por 3 anos para a PRF e que foi muito mal, que está psicologicamente abalado, que seria um caso de quase depressão. Para começar, é muito importante identificar como que você estudou nesses 3 anos.

Este tempo é, teoricamente, o suficiente para você passar na PRF, mas desde que você tenha estudado de uma forma correta. Existem diversas técnicas de estudo para começo, meio e fim de preparação, inclusive para o pós-edital.

 

E tudo isso impacta nas suas chances de aprovação.

 

Tem também um aspecto psicológico, a ansiedade, o medo, a angústia, aquelas coisas que surgem na reta final que podem ter atrapalhado também. Tudo isso são aspectos que você tem que analisar, para ver o que que você fez de “errado” e não repetir. Você pode ter feito tudo certo e mesmo assim não ter obtido um resultado satisfatório.

Tem muitas coisas diferentes que a gente pode fazer e há muitas formas de você se desenvolver como estudante, para buscar um resultado diferente. As pessoas, normalmente, acham que quanto mais elas estudam, mais elas sabem e que vão alcançar uns 90% de acerto.

 

Não é assim. Tem muita informação que não entra na sua cabeça.

 

Tem muita informação que você não entende, que não faz sentido, que é preciso decorar e você não vai conseguir decorar tudo lá atrás e ter todas as “decorebas” em mente 6 meses depois. O que que você tem que fazer então? Você tem que entender que o estudo é uma evolução gradual, só que você dá um salto para o dia da prova e ele decorre de organização.

Você precisa estar com o seu material organizado, ter o seu caderno de erros, tudo totalmente focados nas suas dificuldades e esse material seleto, precioso, é para você ler e reler nas últimas semanas antes da prova, para alcançar esse pico de conhecimento que decorre de “decoreba”. Foi assim que funcionou para mim e espero que minhas dicas te ajudem para que também dê certo para você.

 

 

SAIBA MAIS:

Autoconfiança e mentalidade do aprovado.

Tédio nos estudos.

Sono após o almoço.

 

E se você quiser conferir mais dicas sobre concursos como essa, coloque o seu e-mail no campo “Receba novidades” no final desta página, para receber novas informações semanalmente.

Me siga nas redes sociais para acompanhar mais conteúdo a respeito de concursos públicos!

Muito obrigado e até a próxima!

 

Compartilhe este post por meio dos links abaixo:

Deixar comentário

Quer receber mais informações e ajuda sobre este e outros concursos?